De quem é a culpa?

sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Fragmentos Etílicos (IV): Ao Último Cavaleiro Ausente

Trilha Sonora: Grilos da Cidade Velha, burburinhos e copos brindando.

(Sequência: Celi Abdoral (título); Fabio Castro; Marcos Salvatore; Marlon Vilhena)


Sim! Pergunte-me se vivo
O encontro com a morte pode
ser doce

Como a última gota de sede
Como o começo do sono numa rede

Criam-se rosas negras e belas
Fazem-se orações de pedra
Quedam-se luzes de madrepérolas
No orvalho de poemas brutos

Sim! Os poemas são delicadamente brutos
E as rosas continuam
Belas e negras
Negras e belas

Nos sabem os corvos
De asas tortas


[PS.: Para quem se alimenta de corações assados.]