De quem é a culpa?

sexta-feira, 15 de abril de 2011

TREVO (de Juliana Calonico)

Trilha Sonora: Companhia, Zizi Possi
Sentia uma ânsia horrível.
Uma vontade imensa de vomitar o mundo filho da puta que a habitava. Trancou a porta, engoliu todos os comprimidos do frasco. Exatamente os trinta. Deixou que a água deslizasse por sua garganta.
Fechou os olhos e ficou a imaginar o universo perfeito.
Estranho era o seu mundo. Não se encaixava, desde menina sofria com sua diferença clara perante as amigas.
Tentou ser igual, tentou ser uma adolescente comum, mas sua fome de mundo a fazia, mesmo que não admitisse, um ser diferente.
Enquanto as outras decidiam qual a melhor faculdade, ela simplesmente não pensava em nada.
Achava o futuro algo distante demais.
Seria meu Deus ela uma pessoa anormal?
Não podia só existir? Não bastava deixar o ar entrar e sair?
Diante de suas dúvidas, deixou a vida entrar pelo nariz e tentou seguir.
Casou-se cedo demais. Teve filhos cedo demais e descobriu que o que pensava a respeito da vida, era o certo.
Mas foi tarde demais...
Sentiu então uma aconchegante sensação.
Uma paz tardia, seria um belo final...