De quem é a culpa?

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

O revelado

(por Marlon Vilhena)

Trilha Sonora: -------



Vai pela estrada um mendigo de ti mesmo, quebrando galhos e plantando cacos de venenos no asfalto. Vai com o nariz arrebitado, cheirando flores putrefatas, regadas com gemidos e pontadas de agulhas. Vai o mendigo de ti mesmo, vai. Segue pisando duro em fumaças de ferrugem, atravessando máquinas de fuligem, engolindo a própria voz no furacão. E segue hilariante, pronto a morrer e a combater dragões nos descaminhos que se repetem e se cansam.
Continua pela via que esfria na noite do deserto o teu mendigo de temores. Rege orquestras de abutres a rondar carcaças, declamando amor em ira, cuspindo do alto de precipícios. Gargalha o teu mendigo tal qual criança que não sabe que jamais soube voar. Gargalha em borbulhas, agora que o sol assassina e a festa é no princípio do horizonte.
Faz a última oração o mendigo de ti mesmo em meio ao pó. É tempo de fechar o calabouço: dobraduras rangem. Range o coração, enquanto os pássaros cantam na eternidade a repousar lá fora.