De quem é a culpa?

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Meu nome em tua boca

(Trilha sonora: Alceu Valença, “Tomara”)


Meu nome sussurrado pela tua boca
deixou de estar em mim
para habitar aquele lugar
situado no caminho
que liga a surpresa
à certeza.

Meu nome soprado pela tua boca
deixou de ser palavra
e tornou-se um eco
daquilo que um dia eu fui -
memória de ressentimento
e perda.

Meu nome gritado pela tua boca
deixou de ser um nome
para tornar-se um eu feito de
de puro gozo, urro,
choro, bonança
e verdade.

E meu nome chamado pela tua boca
deixou de ser um eu
para compor-se a um Nós
de anjos, sexo, crianças,
amigos, corujas, trabalho
e tempo.

Renato Gimenes