De quem é a culpa?

terça-feira, 14 de junho de 2011

Treze Horas, ou Poema Sem Motivo

(por Marlon Vilhena)

Trilha Sonora: Blues do Elevador (Zeca Baleiro).


são treze horas de qualquer dia
são treze horas de qualquer hora de sexo de embriaguez
                                de estupidez

são treze chagas de romance
são treze folhas de rascunhos líricos puros
                               de esconjuros

são treze falhas de humanidade
são treze milhares de longas perpétuas saídas
                               proibidas