De quem é a culpa?

terça-feira, 21 de junho de 2011

Bom dia, Outro Dia (de Marcos Salvatore)


Estou pronto para mais um dia
Antes tarde, noite má, drogada
Sua falta entrecortando o prazer
Depois igualdade desigual

Demasiado humano
Quando me saca melhor do que eu
Sinto a falta de não me entender
Me sentir, me ferir, me perder