De quem é a culpa?

domingo, 29 de janeiro de 2012

BESTIÁRIO (de Marcos Salvatore)

by James Ensor

A experiência do amor
Ardia
Pedia ao mesmo tempo
Em que se
Perdia na noção surpreendente
De ter mais para dar
E encontrar seu plural
Dentro de tantos singulares sem valor
Perdia concílio entre os demônios,
Pedia cama para realizar os sonhos
Pedia chão para os joelhos trabalhosos
Ou seja,
Certeza de problemas
E
Fotografias
Lembranças de um tempo bom
Até virar
Corações super postos
De um mesmo pedaço de plástico
Quente e maleável
Ou barco de papel à dois
Boiando em contra mão
Num período de lampejo
E
um coração hesitante
Se jogar escorregante
Finalmente
sobre o suor de outro que chegou
e completar o refrão
de suas batidas