De quem é a culpa?

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

LUZENTE (de Marcos Salvatore e Carlos Solaris)

by Sarah Moon

Penso agora no susto que o Carlovisk deve ter passado, quando me viu pular a janela, naquela madrugada de Natal, querendo fazer música de qualquer maneira. Mesmo bêbados acho que fizemos um dos melhores sons que poderíamos ter feito. A fita cassete sumiu (ou foi trocado por um maço de cigarros). Mas... hoje me lembrei dela e saquei que se trata de uma história de amor muito mal resolvida... mais uma da época do Mal Nenhum.

Letra: Marcos Salvatore
Música: Carlos Solaris

não fica assim
meu amor
pra quê isso?

pega leve
vai devagar
vai ficar
tudo bem catalogado

inflado de ego

pelo tom de voz
pela coriza do choro
lágrima escorrida
da boca pro queixo

tão mudo
quanto o criado
e sua
primeira gaveta

que se dá contigo

me dá só um motivo
uma desculpa, tudo
- para com isso
me dá, deixa de graça

eu largo tudo,
eu só lamento, eu admito
ou quase tudo

eu também minto
eu sou cínico
mas também único

boa praça, boa intenção
um bom vilão da zombaria

- tenho teias espalhadas por aí.

daqui à pouco tem lua
de novo
uma vez mais
vai ser tudo, tudo de novo

duas, três, quatro vezes

indo à procura
de uma letra que ficou sem refrão
de alguém que ficou pra trás

tudo em cima

agora
dá um tempo
um aviso que seja
pra eu gostar também

já que parou de doer

a gente vai conseguir
já deu pra dar o recado
já deu pra saber
já deu, meu amor
você vai ver