De quem é a culpa?

terça-feira, 20 de setembro de 2011

DELIRIUM TREMENS (de Marcos Salvatore)

by Irving Penn


Uma lágrima cai sobre o papel
Umedecendo a tinta das palavras

“Não se perca dos seus pés
Ao voar sobre as mangueiras”

Dentro das contradições dessa cidade
Pode-se encontrar o amor
Uma esperança, uma maneira

Da surdina inespecífica
À própria voz
Até que as notas do seu corpo vibrem no final

Tempero espontâneo
De pessoa feliz com sua metade
Traço vigoroso
Escondido na bagagem

Escondido nos espaços
De uma frase