De quem é a culpa?

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Bliss do fim da tarde (de Marcos Salvatore)



 
Ando feliz e perturbado
contra tudo que não sou
por ter finalmente te encontrado
por ter em troca tudo aquilo que te dou


Ando invocado com o futuro
Com as algemas impróprias do prazer
Que vem da vontade, eu juro
Dessa coisa que é sempre estar com você