De quem é a culpa?

quinta-feira, 28 de junho de 2012

LAMENTO PELA MORTE DO MEU CARALHO (de Jim Morrison)


Lamente pelo meu caralho
dolorido e crucificado
Eu procuro conhecê-lo
Adquirindo conhecimeto da alma
Você pode abrir paredes do mistério
show de strip

Como adquirir morte no show da manhã

Morte na tevê que a criança absorve
Mistério mortal que me faz escrever
O trem lento, a morte de meu pau dá a vida

Perdoe as pobres velhas pessoas que nos deram a entrada

Ensinado-nos deus na oração de criança na noite

guitarrista

sábio satir antigo
Cante sua ode ao meu caralho

descuido é lamento

Endureça-nos e guie-nos, nós congelados
Células perdidas
O conhecimento do cancer
Para falar ao coração
E dar o presente grande
Transe do poder das palavras

Este amigo estável e a besta de seu jardim zoológico

Garotas com cabelos selvagens
Mulheres florescendo em seu ápice
Monstros da pele
Cada cor conecta
Para criar o barco
Qual balança a raça
Podia todo o inferno ser mais horrivel
Do que agora
E real?

Eu pressionei sua coxa e a morte sorriu


Morte, velho amiga

A morte e meu pau são o mundo
Eu posso perdoar meus ferimentos em nome da
Sabedoria, Luxuria,romance

Sentença em cima de sentença

As palavras são lamento curativo
Para a morte do espírito do meu caralho
Não tem nenhum significado no fogo macio
As palavras me feriram e vão me deixar bem
se você acreditar

Todos juntem-se agora e lamentem a morte do meu caralho

Uma lingua de conhecimento na noite de pluma
meninos ficam loucos na cabeça e sofrem
Eu sacrifico meu pau no altar do silêncio