De quem é a culpa?

domingo, 28 de setembro de 2014

Salada da Lagartixa

(por Marlon Vilhena)

Trilha Sonora: buzinas, pássaros e ventos encanados.


Das miragens de edifícios sujos, dos poemas escarrados por baixo das mesas vem um hálito ácido da prontidão de deuses a coçar a bunda e a mastigar futuros de boca aberta.

A mão dispara a pedra sobre o lago e um reflexo torto se forma da carranca bruta sobre a água, agora mais espessa, a pedra salta e outra vez salta, despedaça o sol, desconstrói o dia duas, três vezes, então afunda num mistério líquido que sempre ali está, à beira de toda alegria, de todas as dores, de toda certeza.


Um berro chega ao meio-dia. Um riso chega ao meio-dia. Uma carta de amor chega por baixo da porta, e as sombras jamais são perfeitas aos olhos de uma lagartixa.